BDRs: Agora ficar fácil investir na Apple e na Google

Agora é fácil investir em empresas poderosas dos EUA, usando os BDRs: toda a negociação é em real, através do site de sua corretora, sem complicação

BDRs – os Brazilian Depositary Receipts (que podem ser patrocinados ou não patrocinados) – são recibos de ações estrangeiras que podem ser negociados na nossa bolsa de valores, a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), como se fossem as próprias ações.

Neste artigo, vamos apesentar pra você o que são os BDRs, quais são os principais, quais são suas desvantagens e vantagens e muitos outros detalhes interessantes para quem quer investir em empresas como Apple, Alphabet (Google), Facebook e Tesla.

Os BDRs, até outubro de 2020, só estavam a alcance dos investidores qualificados, aqueles que tinham pelo menos R$ 1 milhão em aplicações financeiras. Mas desde o ano passado qualquer um que deseje pode comprar e vender esses ativos na B3. Em corretoras que não cobram taxa de corretagem, então, está mais ao alcance ainda, pois essa taxa acaba não interferindo em possíveis ganhos em valores pequenos de investimento. Então, cada vez mais, empresas como a Amazon, Johnson & Johnson, AstraZeneca, Credit Suisse e muitas outras podem estar no radar dos pequenos investidores e traders!

O QUE SÃO BDRS



As ações de uma empresa estrangeira não podem ser negociadas em nossa bolsa de valores. Por isso, foi criado o BDR. A maior parte dos BDR negociados na bolsa de valores são não patrocinados (estes não podiam ser negociados por pessoas com menos de R$ 1 milhão investidos até 2020) e há também alguns patrocinados (mais pra frente eu explicarei a diferença entre os dois.

BDRs são certificados ou recibos de ações estrangeiras que não são negociadas diretamente em nossa bolsa (algumas empresas nacionais também são negociadas via BDRs, no entanto). Cada certificado, cada BDR equivale a um certo número de ações. Esses BDRs, por sua vez, são lastreados nas ações correspondentes. Quer dizer, se eu compro 100 BDRs, 100 ações da empresa (se a relação for de 1 para 1) deverão estar depositadas, bloqueadas e custodiadas por alguma entidade financeira no país de origem.

Outra parte importante para que o BDR exista é que haja uma empresa depositária, a empresa que vai comprar as ações originais e emitir os BDRs por aqui, para serem negociados na bolsa de valores brasileira. O número de BDR deve ser equivalente ao número de ações e a depositária precisa emitir informações periodicamente sobre a empresa em questão.

Os BDR são novidade entre os pequenos investidores, mas atualmente (outubro de 2021) há 807 BDRs não patrocinados e 7 BDRs patrocinados. Certamente, uma quantia razoável dos BDRs não patrocinados inclui também BDRs de EFTs, isto é recibos de fundos de índice estrangeiros. Isto é, BDRs que são recibos de cotas de fundos de índice (ETF). Porém ETFs são uma outra história que deve ser tratada em um outro artigo!

O que você precisa saber na prática é que, agora você pode negociar ações estrangeiras (Google, Facebook, Amazon e centenas de outras) através de BDRs como se fossem ações brasileiras.

QUEM PODE INVESTIR EM BDRS


Até outubro de 2020, para investir em BDRs não patrocinados (a imensa maioria dos BDRs negociados na bolsa) só se você fosse investidor qualificado, aquele que tem comprovadamente mais de R$ 1 milhão em investimentos financeiros.

Porém, a partir daquele mês isso mudou e qualquer um que tenha conta em uma corretora de valores com perfil de risco agressivo pode investir em ações estrangeiras através de BDRs.

Além disso, o lote padrão foi reduzido para apenas 1. Quer dizer, você pode comprar uma única ação, digo, BDR da Apple se quiser (só vale a pena se a taxa de corretagem for zero ou muito baixa).

ENTENDA OS CÓDIGOS DOS BDRS


Assim como as ações negociadas na B3, os BDRs também têm seus códigos. Mas eles seguem uma lógica muito parecida com a das ações.

Ele é formado por quatro letras e um número de dois dígitos.

• BDRs patrocinados nível 2 terminam com os dígitos 32

• BDRs patrocinados nível 3 terminam com os dígitos 33. Por exemplo, AURA33, da empresa Aura Minerals

• BDRs patrocinados nível 1 não têm uma numeração fixa. Por exemplo, PPLA11, da PPLA Participations

• BDRs não patrocinados (só têm nível 1) terminam com os dígitos 34 ou 35 (geralmente para diferenciar ações com direito a voto ou não). Por exemplo, BABA34, da Alibaba Group Holding

BDRS PATROCINADOS E NÃO PATROCINADOS

Segundo o site da B3, a diferença entre BDRs patrocinados e não patrocinados é a seguinte:

• O BDR patrocinado é emitido por uma instituição depositária contratada pela companhia estrangeira emissora dos valores mobiliários e pode ser classificado como Nível I, Nível II ou Nível III.

• O BDR não patrocinado é emitido por uma instituição depositária, sem envolvimento da companhia estrangeira emissora dos valores mobiliários lastro, e só pode ser classificado como Nível I.

VALE A PENA INVESTIR EM BDRS


Essa é a mesma pergunta que devemos fazer quando investimos em ações. Depende da empresa, depende do momento, depende de nossa análise do ativo.

De um ponto de vista mais simples, estaremos investindo em empresas que negociam e são cotadas em valores estrangeiros, lembrando porém que, se lá a cotação é em dólar ou outra moeda, por aqui a cotação é em reais, havendo portando um certo risco cambial, caso o dólar caia. Se há perspectiva de o dólar subir, como estamos vendo neste momento (outubro de 2021), BDRs podem ser uma boa forma de se proteger.

No entanto, os parâmetros para decidir se vale a pena, de um modo geral, investir em BDRs veremos a seguir, nas vantagens e desvantagens.


CUSTOS, TAXAS E TRIBUTAÇÕES DE INVESTIR EM BDRS

Os custos e taxas são similares à negociação de ações:

• Taxa de corretagem (algumas corretoras não cobram taxa de corretagem)

• ISS: imposto sobre serviços equivalente a 5% da taxa de corretagem

• Taxas da bolsa para registro e liquidação da operação

• Imposto de renda sobre o lucro de venda

No imposto de renda sobre o lucro reside a maior diferença!

Enquanto quando investimos em ações e vendemos valores menores que R$ 20 mil em ações em determinados mês, mesmo que tenhamos lucro, somos isentos de imposto.

Nas BDRs (assim como nos ETFs), mesmo que você venda apenas R$ 1000 e tenha R$ 100 de lucro em determinado mês, terá que pagar R$ 15 (15%) ao leão. E 20% se a operação for de day trade (mas aí tudo bem, porque o lucro no day trade nunca tem isenção).


VANTAGENS E DESVANTAGENS DE INVESTIR EM BDRS

Vamos ver algumas vantagens e desvantagens de se investir em BDRs.

Vantagens

• Possibilidade de investir em empresas do exterior de forma descomplicada

• Não é necessário abrir conta em corretora estrangeira para investir em empresas de outro país (tremenda burocracia)

• Sem falar que, se você investir através de uma corretora estrangeira, vai ter que declarar imposto de renda lá também (já é suficientemente chato e complicado por aqui apenas)

• Possibilidade de, assim, se proteger contra a alta de eventuais desvalorizações do real

• As negociações são em reais

• Há mais BDRs sendo negociadas do que ações na B3 atualmente (apesar de que se formos olhar as que realmente têm liquidez, o número fica mais ou menos empatado)

• Dividendos: sim, BDRs pagam dividendos

Desvantagens

• Risco de mercado: porém, se você já investia em ações, já está a par de que o preço das ações flutua e pode cair

• Risco cambial: principalmente se o real se valorizar frente a outras moedas, principalmente ao dólar

• Risco de liquidez: por enquanto, as BDR, por aqui, são pouco negociadas. Mesmo para pequenos investidores, isso significa ter que aceitar pagar um spread, que é a diferença entre a melhor oferta de compra e a melhor oferta de venda, na hora de encerrar sua posição

• Não há isenção de imposto de renda para os lucros obtidos em meses em que as vendas forem inferiores a R$ 20 mil. Nas ações, se você em determinado mês teve lucro depois de vender por exemplo R$ 19.999 em ações, você não paga imposto mesmo que tenha obtido um grande lucro


COMO INVESTIR EM BDRS

Atualmente, é a coisa mais simples do mundo. Basta abrir uma conta em uma corretora de valores. Você faz isso entrando no site ou baixando o aplicativo, preenchendo um cadastro, enviando fotos de seus documentos e, em poucos minutos, já pode transferir o dinheiro para investir.

Depois, é só escolher o BDR de suas empresas favoritas e compra-los.

Porém, não faça isso se não souber exatamente o que está fazendo, se não estiver a par de todos os riscos envolvidos e se não souber como analisar o melhor momento e os melhores BDRs para comprar em cada situação.


CONCLUSÃO

BDRs são uma excelente forma de diversificar os investimentos através de grandes empresas do exterior. Até pouco tempo atrás não estavam acessíveis aos pequenos investidores, mas agora até com R$ 50 já é possível começar nesses ativos. Eles têm suas vantagens e suas desvantagens, ainda possuem pouca liquidez, mas aos poucos esse mercado está se aquecendo. O fundamental é que o novo investidor conheça todos os riscos envolvidos e tenha boas ferramentas de análise, como é o caso do Raio X Preditivo, a fim de ter melhores chances de lucro com os BDRs.

Escrito por Luiz Sato

Segundo Sato sua missão é transmitir conhecimento avançado aos traders brasileiros para aplicarem as metodologias e as ferramentas disponibilizadas ao seus alunos aumentando as probabilidades de ganhos nos mercados que são altamente competitivos e dominados principalmente pelos HFT´s (Robôs de alta frequência).

Deixe seu comentário

Comentários

Antônio Casagrande02/01/2022

Sato, seu blog esta rico de boas informações. Este artigo sobre as BDRS deixa claro que há riscos para o investidor em qualquer ativo. Por isso, é preciso avaliar bem o momento para investir nas BDRs. Parabéns Sato.